Conecte-se a nós!

Início » Colunas » Como diferentes culturas celebram o nascimento

Como diferentes culturas celebram o nascimento

Chás de bebê, chá revelação do sexo da criança e batizados são algumas das maneiras pelas quais muitos brasileiros comemoram a chegada de um novo bebê. Outros gostam de comemorar o “Mêsversário” do bebê com uma festa ou com fotos tiradas mês a mês para acompanhar o crescimento do pequeno, utilizando bichos de pelúcia gigantes como […]

Publicado

em

nascimento

Chás de bebê, chá revelação do sexo da criança e batizados são algumas das maneiras pelas quais muitos brasileiros comemoram a chegada de um novo bebê. Outros gostam de comemorar o “Mêsversário” do bebê com uma festa ou com fotos tiradas mês a mês para acompanhar o crescimento do pequeno, utilizando bichos de pelúcia gigantes como a almofada elefante de pelúcia.

Mas é claro que existem muitas outras maneiras pelas quais pessoas de diferentes religiões e culturas dão as boas-vindas a um novo bebê no mundo, aqui e no exterior.

Dados das Nações Unidas revelam que cerca de 250 bebês nascem a cada minuto em todo o mundo. Mas você sabia que a gravidez e o nascimento de uma nova vida podem ser celebrados de maneiras diferentes em várias culturas?

A história, os costumes e a cultura do país influem de forma significativa nas tradições que envolvem os nascimentos. A origem de muitas delas se perdem nas névoas do tempo.

Vamos contar nesse artigo algumas características diferentes e interessantes de cada cultura para celebrar o nascimento de um bebê.

Aqeeqah

aqeeqah é realizado em muitas partes do mundo muçulmano e é uma prática altamente recomendada no Islã.

É uma maneira comum de comemorar o nascimento de um novo bebê.

Tradicionalmente a cerimônia é realizada sete dias após o nascimento da criança e envolve a raspagem da cabeça do bebê. O cabelo do bebê é então coletado e pesado, e essa quantidade de peso em ouro e prata (ou seu equivalente monetário) precisa ser oferecida à caridade.

Um animal também é sacrificado (geralmente uma cabra ou ovelha); a carne é usada em muitos pratos preparados para a festa comemorativa com familiares e amigos, com outras carnes usadas para alimentar os pobres.

Bris

Outra cerimônia religiosa realizada logo após o nascimento de uma criança é o bris (também chamado de Brit Milah ). Observado por judeus em todo o mundo o bris é a cerimônia da circuncisão masculina, geralmente realizada oito dias após o nascimento do bebê.

A própria circuncisão é realizada por um mohel e é realizada em uma sinagoga ou na casa da família. Família e amigos se reúnem antes da circuncisão, as bênçãos são recitadas e uma refeição leve é ​​servida após as enfermarias – muitas vezes bagel e salmão defumado.

1º mês do bebê

A festa de aniversário de um mês é comum não apenas na Indonésia, mas também em Cingapura, Vietnã e China.

Ovos vermelhos, significando uma ocasião alegre e uma sensação de renovação, costumam fazer parte da celebração.

O aniversário de um mês também costuma ser o momento em que muitas mães novas podem oficialmente deixar um mês de descanso na cama e passar algum tempo em casa, uma prática tradicional em muitas culturas do Leste Asiático.

Uma das razões apontadas para comemorar o aniversário do primeiro mês é que as taxas de mortalidade infantil nessas partes do mundo costumavam ser tão altas que somente se um bebê chegasse ao primeiro mês é que eram oficialmente acolhidas como parte da família.

Por isso essa comemoração é regada a um enorme banquete de muitos alimentos diferentes, incluindo arroz, macarrão, ovos, tofu e diferentes tipos de carne, oferecido à reunião de familiares e amigos.

Annaprashana

Enquanto muitas celebrações do bebê estão centradas em servir comida para familiares e amigos, na Índia, os hindus celebram annaprashana, a primeira vez que o bebê recebe comida.

A celebração é frequentemente realizada na casa da família ou no templo e ocorre no dia escolhido por um padre que é considerado o mais abençoado pelo bebê.

As orações são recitadas e o bebê recebe uma degustação cerimonial de seu primeiro alimento.

Um jogo envolvendo a colocação de itens como um livro, caneta, jóias e comida ao redor do bebê é realizado. O item que o bebê alcança primeiro considera onde seus interesses estarão no futuro.

Cuspir no bebê

Tribos da Nigéria, Mauritânia e países próximos cospem nos bebês recém-nascidos por acreditarem que a saliva pode reter palavras. Então eles dizem várias palavras de bençãos e ao cospir no bebê acreditam que essas palavras se incorporam neles.

Quando um bebê nasce, as mulheres cospem em seu rosto, os homens cospem em seu ouvido, e então, para garantir a “benção”, os adultos esfregam saliva em toda a cabeça da criança.

Setra ari ari

Vários rituais cercam o nascimento de um bebê em Bali.

Setra ari ari é um deles. Os balineses acreditam que a placenta, ou ari ari, tem um espírito próprio que atua como anjo da guarda da criança. Os pais, portanto, devem enterrar a placenta com um ritual em um cemitério especial.

Outro costume diferente do local é que bebês não devem tocar o chão até atingirem três meses de idade.

Segundo as tradições do local, o bebê recém-nascido é considerado puro e até um Deus e qualquer contato com o chão pode contaminá-lo. Desta maneira, seus pés não podem tocar o chão nos primeiros 210 dias de suas vidas. Então, assim que o pequeno completa três meses, a família realiza uma cerimônia formal, em que o bebê é colocado em um chão sujo pela primeira vez.

Conclusão

Existem muitas maneiras de comemorar a chegada de um novo bebê, mas, embora alguns dos rituais possam ser muito diferentes daqueles com os quais estamos acostumados em nossa própria cultura, todos eles têm uma coisa em comum: não importa de onde você vem, o nascimento de um filho é uma ocasião alegre, com o poder de unir família e amigos como talvez nenhuma outra celebração possa.

Gostou do texto. Deixe nos comentários de você conhece ou pratica algum ritual diferente no nascimento de um bebê. Não esqueça de compartilhar o artigo em suas redes sociais.

Artigo escrito por: Equipe Petit Papillon Bebê & Criança 

Meu nome é Isabelle e esse é meu blog. Vou escrever sobre assuntos voltados para o Marketing, SEO, e outros assuntos interessantes ;)

Continue lendo

Tendências